domingo, 29 de novembro de 2009

Como escrever um livro

Nos dia que correm, toda a gente com mais de 40 anos já publicou um livro. Nem que seja um livro sobre aquele bocadinho de musgo que cresce atrás das orelhas do colega de quarto daquele gajo que não me lembro do nome.
Como eu tenho 20 anos, creio que está na altura de escrever um livro. Mas um livro da tanga! Não vamos comparar a obra prima "SMS", que aí vem um dia (que já agora, vai a meio), com um livro que qualquer pessoa em crise de meia idade escreve.
O que eu venho aqui pedir é que alguém me ensine a escrever! Visto que perdi esse hábito mal entre na faculdade. Ainda dizem que na faculdade é que se aprender coisas novas...tristeza...eu mal sei escrever, agora! Para quem está a perguntar como é que este texto apareceu aqui, eu apenas estou a fazer uma série de 0s e 1s e as coisas acabam por aparecer, eventualmente.
Se quiserem, até podem escrever por mim um piqueno resumo que eu depois desenvolvo.
Caso façam esse resumo, só tenho uns pequenos pontos a tratar:

- tem que falar dos seguintes assuntos: dinheiro, sexo, gajas, preservativos furados, ananases (acho que é assim que se escreve), sexo com ananases, pessegos, nada de sexo com pessegos (seus porcos!), porcos, cavalos não, e afins.

- não pode conter nenhuma das seguintes palavras: dinheiro, sexo, gajas, preservativos, furados, ananás, pessego, porco

- não pode ter nenhuma palavra que contenha a letra 'i'. Odeio tanto a porra daquela pintinha nojenta...só de pensar apetece-me estourar a cabeça a alguem...

ï

FILHA DA POOTAH!!! AGORA TEM 2 PINTAS!!!

benhe, çe para a çemana nao xkrevr, entaum nao çe xkeçaum de amandar uma boumba cuontra qualquer idificio (lulz) que contenha a letra 'ï' no nome!

Assassinado,
PT

4 comentários:

Anónimo disse...

PT, escreves tao bem *.* Quem diria que uma pessoa como tu escreveria de uma forma tao.... nem sei explicar :D
xD

Tita ;)

Marta Sousa disse...

A visita do fantasma parte I:

É bom saber que voltaram. Tenho sido uma espectadora atenta da inactividade do Fugem. Serei agora da actividade...se ela for avante!

PT disse...

a actividade do fugem ainda está incerta. Digamos que agora é apenas uma parede em que atiramos todos os dejectos da nossa mente. Neste caso, da minha, visto que não conheço ideias dos outros continuarem. Mas nunca se sabe, nao é verdade?

Marta Sousa disse...

Vê lá se dás uma actividade mais certa...Vocês já existem desde 2006, não faria sentido acabar agora! Estou anciosa por ver o final dos Damaias. Beijo.