domingo, 21 de janeiro de 2007

Mulheres e o wc

Depois de uma longa pausa na escrita por parte da única e prestigiadíssima Danixita, elemento único feminino, mas no entanto com gigantescos genitais. Aqui estou de volta e para vos falar de um assunto que muitos vos intrigará. Sim esse mesmo, caros membros desse género inferior (masculino claro!), “porque raio é que as mulheres vão ao wc aos pares, porra?”, ao que eu não posso responder. Portanto vamos falar de cachorros quentes, ou então da guerra do iraque. Pronto ok, eu desvendo o mistério, embora ache que cachorros quentes seria igualmente um bom tema. Pois então, ao contrario do que vocês pensam, não há rituais de matança de galinhas, nem porcos, nem temos um santuário ultra secreto em cada wc. Ah e se pensam que há hábitos lésbicos também estão enganados, apesar que no outro dia vi uma a por a mão na outra e ….. bem não interessa. Reformulando não costuma haver rituais lésbicos. Nós simplesmente gostamos de falar de gajos, sim é esse o grande segredo. Gajos é a principal razão das idas aos pares. Sim também temos necessidades fisiológicas como qualquer ser humano, mas a maior parte do tempo é a falar do João que andava com a Maria e depois andava a enganá-la com a prima Alice (não confundir com a prima Alice da Floribella, o João é bom mas também não chega a ter os padrões precisos para uma couve tão bem tratada), ou então sobre o rapazinho que está na mesa ao lado num bar e que já ia à casa de banho para uma conversa mais intima. Também há aquela parte que ficamos a retocar a maquilhagem, mas que é também a falar de gajos. Enfim, basicamente é isso! Desiludi-vos?? Oh… Lamento informar-vos mas nós também falamos de vocês como vocês de nos, e para aqueles machistas que dizem que nós só pensamos em personalidade, beleza interior e isso. Bem, nós não fazemos sexo propriamente com o carácter de um homem, a não ser que lhe chamem assim.

2 comentários:

Eu disse...

Este post suscita em mim um spot publicitario:

Evax sentes-te limpa, sentes-te bem.

pina disse...

fico contente por n ser o único, eu.