sábado, 27 de maio de 2006

2006 : Odisseia nos autocarros!

Tudo começou com uma infeliz mudança de casa para um lugarejo remoto, repleto de Gente Urbana Não Atribuída de Sabedoria ( ou como o povo gosta de chamar, 'gunas' ). Ora como devem imaginar esse estimado lugarejo é detestavelmente distante da escola. Pois chegamos então ao assunto de que vos vim falar hoje, a viagem de autocarro:
- A primeira e longa etapa deste acontecimento mundialmente conhecido em Portugal é a espera angustiante que nos persegue sempre quando temos de recorrer a este tipo de transporte colectivo. Por feliz coincidência o autocarro que tenho de apanhar todo o santo dia chega de meia em meia hora, isto quando chega. Então ficamos nós, de pé, ouvindo o belo do mp3 e esperando pelo pulha do autocarro que teima em não aparecer.
Ao longe vão aparecendo silhuetas de autocarros, mas o mais engraçado, todos são o que não quero apanhar (aliás hoje vi praí 4 autocarros iguais a chegar seguidinhos uns pelos outros: " será este? ah não, é o 600..espera tá ali outro..nahhh 600.. não percas a esperança! vejo outro ao longe..FODASSE [adivinhem..] ) Mas certa altura lá entramos aterrados no tão esperado autocarro. Quer dizer, há vezes em que não conseguimos entrar, de tal maneira a abarrotar que aquilo está. Por isso vocês digam-me .. não era melhor pôr mais autocarros a circular? (... era mmo pa dizerem ... assim não dá , têm de colaborar ! )
Mas enfim, suponhamos que os lugares não estão assim tão sobejamente ocupados, e que lá arranjo um "confortável" assento . E aqui começa a segunda parte desta odisseia, a dita viagem. A viagem não é de igual forma o mais agradável deste nefasto transporte. Se sentados temos de aguentar com as lamúrias constantes das velhotas: " Olha q'eu acho que isso é 'dos' diabetes." "Aiii o meu reumatismo anda-me a matar! " " Tomou o cházinho q'eu lhe disse? Não lhe fez bem ao 'estogamo'? Também tenho um p'rá 'ostopirose' " E vão conversando com base neste tipo de come tários, sem qualquer tipo de conecção, cada uma debatendo-se afincadamente até á paragem onde têm de sair, para serem as últimas a queixar-se, e para serem as que mais se queixaram. Mas não fica por aqui, normalmente estas velhotas têm aquela mania extremamente irritante de olhar à descarada, de alto abaixo prá gente jobe.. ( sim? qué que queres? pooois..) E quando as olhamos elas nem desviam o olhar .. continuam naquele scan, de boca enviezada, a babar de desdém.
E por fim, a pior e mais desagradável característica. ( e aqui faço um apelo : USEM DESODORIRZANTE!!!) , e digo isto, porque falo daquela gente que insiste em ficar de pé, com o braço esticado, segurando-se dos solavancos. E não é que, aquele aroma tão floral propaga-se por tooodo o santo autocarro! e os ditos cujos, sabendo disto, não baixam a pétrida da sovaqueira ! x(
Enfim, ficam então aqui os devaneios dum já assíduo passageiro deste tão estimado transporte público. Vá, digamos, um desabafo...( é que aquilo é mesmo mAU! ! )

Bem pessoal, apesar disto tudo, não se esqueçam: " a vida é fodida, usem preservativo! "
abrço .. teles

1 comentário:

PauLiNha disse...

LoL pois.. Eu entendo-te... Andar de autocarro é uma tristeza.. E eu passo cerca de 2horas por dia nesse transporte 'fabulástico'...